TWC na prática. Conheça os mutirões de limpeza que realizamos.

Duas vezes por ano, a TWC realiza mutirões de limpeza nas unidades dos clientes que já recebem o serviço. Eles são uma cortesia oferecida por nós para potencializar o serviço da equipe de limpeza e manter o local ainda mais conservado.

Com equipamento de alta pressão e a contribuição de alguns profissionais, realizamos o primeiro mutirão do ano para um cliente em São Caetano do Sul, região do ABC em São Paulo.

3 vantagens que a terceirização irá proporcionar para a sua empresa

Desde março de 2017 a Lei da Terceirização tem colocado as empresas do setor em destaque na imprensa e nas discussões sobre as questões que envolvem esse trabalho. A atividade, que já existe há décadas, ganhou ainda mais segurança com essa mudança.

As empresas necessitam que serviços essenciais mas que não são o foco do negócio sejam realizados, como limpeza, segurança, controle de acesso, entre outras atividades. Por isso, a contratação das atividades terceirizadas, pode otimizar esse processo e trazer ganhos.

Para que você entenda quais vantagens terá ao contratar serviços terceirizados, reunimos as principais informações:

  • Você não terá que realizar um processo seletivo para contratar um profissional. A empresa terceirizada é responsável por todos os trâmites de contratação, desde entrevistas até documentação;
  • Como não é o foco do seu negócio, o treinamento de profissionais terceirizados te demandará tempo e ainda mais dinheiro. Por isso, a empresa terceirizada, especialista na função, te enviará profissionais com treinamento especializado;
  • O acompanhamento do trabalho também deve ser realizado de perto por uma equipe de supervisão da empresa terceirizada, assim você terá um apoio para que as suas demandas sejam cumpridas com responsabilidade.

Uma vida mais tranquila. É isso que os serviços terceirizados devem proporcionar para seus clientes e a TWC está alinhada aos seus interesses, contratando equipes de confiança e preparando seus profissionais para lidar com as suas demandas.

Controle de acesso. Um grande aliado da segurança.

Quando se fala em controle de acesso, as pessoas pensam apenas naquele profissional que fica na portaria anotando os nomes de quem entra e de quem sai, mas esse trabalho envolve muito mais que isso. A proteção das pessoas que estão no empreendimento também passa pelas mãos dele.

Isso quer dizer que o controlador de acesso é um segurança? A resposta é não. Mas ele contribui como um reforço direto para esta área.  Veja as atribuições que fazem parte do trabalho desse profissional:

  • Realizar a triagem de acesso pela entrada de pedestre e de veículos;
  • Gerenciar a movimentação de pessoas nas áreas de acesso livre e restrito do local;
  • Manter um relacionamento cordial com moradores, visitantes ou funcionários que circulam pelo empreendimento.

Quando realizado com o máximo de rigor, o trabalho de controle do acesso contribui para a fluidez na rotina do local e para a proteção do ambiente, já a identificação correta de quem está ou não autorizado a entrar pode evitar que pessoas mal intencionadas acessem o local.

A imagem da sua empresa começa na recepção do prédio

CARTÃO DE VISITAS

A primeira impressão é a que fica – quase sempre – marcada na nossa memória. É através dessa máxima já popular, repetida como um mantra por muitos especialistas na área de Recursos Humanos, que falo hoje de como alguns descuidos podem manchar a imagem de uma empresa, à primeira vista. E os cuidados devem começar, literalmente, pela porta de entrada: na recepção. Não é exagero dizer que este espaço pode funcionar como um cartão de visitas de muitas organizações.

Afinal, a maneira como as pessoas são recebidas na porta de uma empresa diz muito sobre a postura dela diante os clientes, parceiros e até colaboradores. Não adianta tratar o visitante, em sua sala, com cafezinho quente e gentilezas se, na recepção do prédio, ele for esculachado por um recepcionista mal-humorado e despreparado para a função.

FILME QUEIMADO

É bom ressaltar que a empresa que contrata um funcionário com este perfil e permite esse tipo de constrangimento diário, sem ao menos tomar providências, está sendo passiva e condizente com esta situação. Portanto, deixa estampado na sua recepção que não tem preocupação com tratamento dado aos seus visitantes e clientes, bem como com sua própria imagem.

UM PROFISSIONAL IMPORTANTE

Muitas empresas já entenderam a importância de se ter um recepcionista capacitado e atencioso. E isso não se resume apenas a distribuir sorrisos e “bom dias” – embora essas maneiras sejam essenciais na função. É preciso saber se comunicar e manter uma postura profissional. Tem situação mais clichê e desagradável que chegar a uma recepção e esperar ser atendido por um funcionário que está lixando as unhas enquanto fala ao celular com um amigo sobre suas desventuras amorosas?

Um treinamento dentro da própria empresa resolveria um problema como esse e preveniria de possíveis situações semelhantes. O recepcionista ciente de suas funções e responsável deve seguir uma etiqueta básica: agir com discrição – não expondo sua vida pessoal ou críticas em relação ao seu chefe, por exemplo – e ser sempre atencioso. Ele precisa lembrar que é um profissional essencial na formação da imagem de uma organização. E a empresa precisa saber de sua importância, bem como saber valorizá-lo.

HORA DO CAFEZINHO…

Como o assunto é a “primeira impressão”, a dica de hoje é sobre organização e os cuidados com a limpeza dentro da empresa. Afinal, o ambiente de trabalho, muitas vezes, se torna a nossa segunda morada, na qual passamos em média oito horas por dia. Deixar seu canto limpo e organizado ajuda a torná-lo mais agradável. Além disso, ajuda a passar uma boa imagem sua como colaborador. Na hora do cafezinho, divulgue essa ideia.

MINUTO SABÁTICO

Se você é um admirador de Nelson Mandela, vai gostar do livro autobiográfico Conversas que tive comigo. Símbolo da resistência contra a segregação racial e da unificação da África do Sul, Mandela é um dos maiores líderes da história atual. Vale a pena conhecer um pouco de sua trajetória através de cartas, discursos, notas de diário, reproduções de diálogos informais e reflexões do próprio Mandela. Com 416 páginas, o livro custa em média R$ 39,50 nas livrarias.

FIQUE POR DENTRO

Que tal colocar em prática Housekeeping na sua empresa? Isso significa a aplicação de um processo dentro da organização com o objetivo de manter a ordem, a limpeza, a organização e até a segurança da empresa. A ideia é garantir qualidade, produtividade e agilidade nos serviços prestados, bem como a melhoria da qualidade de vida dos funcionários.

Fonte: O Povo on line/ Sandra Nagano

Segurança do condomínio: todos somos responsáveis

Todas as pessoas são responsáveis pela proteção do condomínio, cada um com seu grau de responsabilidade. Por isso, normas e regras de convivência são estabelecidas, visando o bem estar e a segurança de todos.

Veja quais atitudes podem comprometer a segurança do condomínio:

  • Desrespeitar as normas de segurança pré-estabelecidas;
  • Porteiro abrir o portão da garagem ao identificar apenas o carro, sem verificar quem está no interior do veículo;
  • Ao chegar ao condomínio, não verificar se há estranhos nas imediações;
  • Entrar no prédio juntamente com visitantes. O morador deve entrar primeiro e o visitante deve fazer o cadastro, caso não tenha;
  • Autorizar o porteiro que libere antecipadamente a entrada de uma visita que ainda não chegou;
  • Funcionário deixar a portaria vazia, sem cobertura de outro profissional;
  • Equipamentos de rádio e televisão na portaria. O profissional deve estar com a atenção voltada para o trabalho de controle de acesso;
  • Morador deixar as chaves do apartamento ou do carro na portaria;
  • Condômino repreender funcionário que cumpre uma norma de segurança.

Funcionários, moradores e visitantes devem respeitar os procedimentos de segurança do controle de acesso, isso evita que a vida de todos os que fazem parte do condomínio seja colocada em risco.

Fonte: Dicas compiladas do portal Revista Zap Imóveis